quinta-feira, 2 de março de 2017

Sesed apresenta balanço da Operação Carnaval 2017


A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) apresentou na manhã desta quinta-feira (2) o balanço da Operação Carnaval 2017, quando foram apresentados os resultados das ações desenvolvidas pelos órgãos que compõem a pasta (Policia Militar, Policia Civil, Corpo de Bombeiros e Itep) na Região Metropolitana e no interior do Rio Grande do Norte

Os dados apresentados foram levantados pela Coordenadoria de Estatísticas e Análises Criminais (COINE) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) e correspondem ao período que vai da sexta-feira (24) até às 12h da quarta-feira (1º).

De acordo com a Coine, durante o período de Carnaval a Polícia Militar realizou 121 prisões, número 26% maior que no ano de 2016, quando foram registradas 96. Tivemos também uma redução de 15,6% no número de roubos registrados no período carnavalesco. O número saiu de 314 para 265.

A queda nos números é um reflexo de que no mês de fevereiro foram contabilizadas 491 prisões em todo estado, 23% a mais que ano passado que consolidou 399 prisões. No tocante aos roubos, o número caiu 8,8% no mês, passando de 3817 para 3481.

A Sesed disponibilizou ainda, nos dias de folia, o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel (CICCM) para o município de Caicó, que ficou no 6º Batalhão da Polícia Militar. Este ano, a cidade também iniciou o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) que proporcionou um planejamento das ações de segurança pública no município de maneira mais articulada com todos os atores. Em Natal, a Plataforma de Observação Elevada (POE) foi instalada no bairro de Ponta Negra, durante todos os dias de carnaval.

Foram registrados 44 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), sendo apenas um desses em área de festividades. No ano passado, foram 29 CVLIs durante o mesmo período. "É importante enfatizar que boa parte desses homicídios está relacionada as disputas entre facções criminosas pelo tráfico de drogas. As forças de segurança juntamente com a Força Nacional estão trabalhando para esclarecer esses casos e levar esses criminosos à justiça", declarou o secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Caio Bezerra.

Polícia Militar aumenta em 26% o número de prisões durante o Carnaval



A Polícia Militar do Rio Grande do Norte aumentou em 26% o número de prisões durante a Operação Carnaval 2017. O número passou de 96 realizadas em 2016 para 121 este ano. Foram apreendidos ainda 11 adolescentes e crianças. A PM, por meio das subunidades, registrou 75 ocorrências de vias de fato, sendo 61 na área do Comando do Policiamento do Interior (CPI) e 14 na do Comando do Policiamento Metropolitano (CPM).

A PM apreendeu significativo número de armas de fogo e branca. Foram 13 apreensões de arma de fogo e 11 armas brancas. Já para apreensão de drogas pesou aproximadamente 5 Kg de entorpecentes, quantidade resultante da soma de cocaína (2.935 ), maconha (1.487) e crack (0.5). Em Caicó, a PM registrou ainda a apreensão de 109 comprimidos de ecstasy.

Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE), com apoio de 42 viaturas, fiscalizaram e organizaram diariamente o fluxo nas vias que davam a direção da folia. No trabalho final em números, o CPRE registrou 48 boletins de trânsito; contabilizou 28 acidentes sem vítimas, 12 com vítimas lesionadas e 3 acidentes fatais. Foram feitos 440 autos de infração, 1565 abordagens a condutores e 990 testes de etilômetro aplicados.

A PM fiscalizou 2575 veículos, entre carros e motos; 85 veículos de carga parados para averiguação; 25 ônibus abordados para checagem de documentação e estado do veículo. Do número de veículos fiscalizados, 70 foram removidos.


Polícia Civil prendeu mais de 100 suspeitos por crimes

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte conseguiu efetuar a prisão de 128 suspeitos, entre homens e mulheres, durante o período carnavalesco, que aconteceu entre sexta-feira (24) e esta quarta-feira (01). As detenções aconteceram durante a realização da Operação Carnaval 2017, a qual mobilizou um efetivo de 500 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães de polícia, que trabalharam em todo o Estado.

Em Natal e na Grande Natal foram registradas 49 prisões em flagrante, já no interior do Estado foram efetuadas 79 prisões em flagrantes. Todo o trabalho desenvolvido pelos policiais foi organizado pela Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal (DPGRAN) e pela Diretoria de Policiamento do Interior (DPCIN).

Dentre as prisões efetuadas há o registro de três suspeitos pela prática do crime de tráfico de drogas; quatro por praticarem lesão corporal; dois pelo crime de roubo a veículos; seis pelo crime de roubo; quatro adolescentes foram apreendidos pela prática de ato infracional análogo a roubo. Também aconteceu o registro de sete termos circunstanciados de ocorrências (TCO´s).

Corpo de Bombeiros realiza três salvamentos e mais de duas mil orientações a banhistas


Reflexo do trabalho preventivo realizado diariamente pelos militares do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte, o Carnaval 2017 foi considerado tranquilo no litoral do estado. Durante o período momesco, foram realizados três salvamentos aquáticos, sendo dois na Praia do Meio e um na praia do Amor, em Pipa.

O número teve uma redução de 62,5% se comparado com 2016, quando houve oito salvamentos.
Além disso, os guarda-vidas realizaram um auxilio ao público, de uma pessoa com dificuldade respiratória, que foi conduzida para o Hospital Municipal de Natal Dr. Newton Azevedo. Os militares ainda orientaram 2.168 pessoas nas praias e fizeram 834 advertências, quando a pessoa se encontra em uma situação de risco iminente.

O Corpo de Bombeiro atuou nas praias da Pipa, em Tibau do Sul; Búzios, em Nísia Floresta; Pirangi, Cotovelo, em Parnamirim; e Ponta Negra, Areia Preta, Artistas, Forte e Redinha, em Natal. Também foram realizadas 65 vistorias em locais de eventos e 48 ocorrências ordinárias.

Em 2017, não houve nenhum óbito por afogamento durante o carnaval, enquanto que em 2016 foram registrados dois óbitos.