sábado, 25 de fevereiro de 2017

IFRN e empresas firmam parcerias para o Programa Jovem Aprendiz


Com 132 cursos ofertados em suas 21 unidades de ensino, o IFRN entrou 2017 com uma ação que pretende modificar o cotidiano de estudantes e empresas parceiras: sua adesão ao programa Jovem Aprendiz, mantido pelo Governo Federal. Já no primeiro semestre deste ano, são aproximadamente 1.500 alunos dos cursos técnicos aptos e capacitados a assumir uma vaga no mercado de trabalho formal.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, além de ser referência na formação de mão-de-obra qualificada, está entrando no Programa Jovem Aprendiz com um grande diferencial: não há a cobrança de taxa administrativa para os contratos. “Algumas empresas poderão economizar milhares de reais só com a dispensa dessa taxa”, disse o professor Thiago Loureiro, assessor de Relações com o Mundo do Trabalho da Instituição.

Os empresários interessados podem buscar informações no site do IFRN. Lá estão disponíveis os programas dos cursos oferecido pela instituição, seja ele integrado ou subsequente, assim como a carga horária semanal de um deles. Além disso, há o telefone 4005-0891, da Pró-Reitoria de Extensão, órgão de gestão responsável pela integração com a sociedade.

Para divulgar a adesão ao programa, o IFRN chegou a realizar um encontro na sua Reitoria, onde representantes de vinte empresas foram reunidos para, numa palestra, saber mais sobre a participação do Instituto no projeto. “A ideia deu tão certo que, na tarde do mesmo dia, a Vicunha, uma das maiores indústrias têxteis do Brasil e do mundo, começou a contratar alguns alunos nossos. E a CDA, empresa com atuação no segmento de distribuição de produtos industrializados, que já estava em processo de contratação, fechou a parceria. Soubemos aqui que a Garoto, outra gigante nacional, já esteve buscando aprendizes entre os alunos do Campus Natal-Central”, afirmou o professor Thiago.

Prazos
Uma das exigências do programa, a contratação deve coincidir com o início do ano letivo. No IFRN, a maioria dos campi começam as aulas em 23 de março e é nessa data que os alunos devem ser contratados. “Aquele empresário que tenha interesse em contratar um aprendiz do IFRN deve fazer contato conosco, para que já comecem os trâmites do processo seletivo e para solicitação de documentação do aluno. Se perder o 23 de março, a gente perde o ano de 2017 inteiro para os estudantes do curso integrado e perdemos 6 meses para os que estudam na modalidade subsequente. Essa data, então, é crucial”, finalizou o assessor.

Do G1 RN