segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Indignado, governador Robinson envia Nota de Esclarecimento rebatendo crítica de blogueiro

Robinson Faria afirma que há análise sobre os ativos que o Estado teria disponibilidade

Após a publicação de um artigo em seu blog, intitulado “Ostentação mostra distanciamento entre governador e seu povo”, onde o jornalista Bruno Barreto faz críticas ao ‘glamour’ e a uma suposta ‘ostentação’ com a contratação da cantora sertaneja, Paula Fernandes, durante o casamento da filha do executivo, Janine Faria, o governador Robinson Faria emitiu uma Nota de Esclarecimento, publicada no Blog do Barreto.

Acompanhe na íntegra a indignação do governador, diante do comentário do blogueiro.

Caro jornalista Bruno Barreto,

Em artigo publicado em seu blog, o senhor afirma que a informação de que a cantora Paula Fernandes esteve no casamento de minha filha como convidada e não cobrou cachê é “conversa fiada”.

Sua afirmação é desrespeitosa e mentirosa por desconsiderar não somente minha palavra de homem público que age com transparência também em questões particulares, como é o casamento. Mas também por julgar como mentirosas informações amplamente divulgadas pela própria cantora, que por meio de nota destacou que veio como convidada e amiga do casal. Subiu ao palco e ao lado de uma banda local cantou três músicas destacando que era um presente para os noivos. Participou do começo ao fim da festa, dançando, conversando, como todos os convidados.



Quem me conhece sabe que confundir o público com o privado não faz parte do meu histórico como político. Sou o primeiro governador a abrir mão de direitos constitucionais que considerei privilégios, como o de morar numa residência oficial, o que resulta em economia ao erário público de R$ 180 mil por mês. Moro em minha casa, ando no meu carro particular. Como governador, continuo prezando pela simplicidade: frequento os mesmos lugares e tenho os mesmos amigos de antes, minha alegria está em momentos simples, como tomar um café no shopping, ir ao cinema com minha família. Ostentação está longe dos meus hábitos, inclusive sou um crítico de quem pratica. Sabe disso quem tem interesse em me conhecer, antes de atirar críticas.

Da mesma forma que tenho empenhado todas as minhas energias em construir saídas para a crise financeira do Estado, também tenho, como pai, o direito de comemorar a felicidade de minha filha, e junto com o noivo e demais familiares, oferecermos uma festa de casamento como o fazem famílias em diversas culturas, no mundo todo. Esse direito tem de ser respeitado.

Infelizmente, tenho me deparado com a necessidade de corrigir informações falsas e afirmações maldosas de cunho político, sem base jornalística, sem profissionalismo, que tentam encontrar numa celebração familiar relações inexistentes com questões públicas.

Estar feliz e realizado em minha família me fortalece ainda mais na luta pelo bem do nosso Estado, que é a minha missão como governador e homem público, da qual jamais recuo.

Peço a publicação desses esclarecimentos.

Robinson Faria