quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Emparn prevê chuvas intensas no RN até o início de janeiro


As chuvas que caem desde a noite desta quarta-feira (21) em Natal e na região metropolitana devem se estender até o fim da primeira semana de janeiro. Pelo menos essa é a previsão do meteorologista Gilmar Bistrot, da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).

Além da Grande Natal, as regiões Agreste, Central e Oeste também serão beneficiadas com as chuvas, que podem atingir até 60 milímetros, índice considerado normal para o mês de dezembro. Gilmar Bistrot explica, no entanto, que essas chuvas acontecerão de forma isolada e sem relação direta com o início do ‘inverno’ de 2017, previsto para começar em fevereiro e se estender até meados de maio.

“Há a formação de um vórtice ciclônico sobre o oceano Atlântico, próximo ao Nordeste, que beneficia a ocorrência de chuvas em toda a região. As chuvas aqui no estado ainda não são expressivas, mas podem se intensificar, com ocorrência de chuvas isoladas, ao longo das próximas três semanas”, explicou Gilmar Bistrot.

A Emparn acredita que o período de intensificação chuvosa no Rio Grande do Norte deve ficar acima da média verificada nos últimos anos. A previsão inicial é de que, com a ação do fenômeno La Niña, que resfria as águas dos oceanos Pacífico e Atlântico Norte, além de provocar aquecimento do Atlântico Sul, a formação de chuvas no estado se intesifique.

“Ainda é cedo para afirmar se o inverno de 2017 será realmente bom. Mas, mantendo-se a situação climática atual, é possível acreditar que o próximo ano será de boas chuvas no estado”, disse Gilmar Bistrot.

Do Novo Jornal