sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Polícia conclui que queda causou morte de moçambicano no RN

http://s2.glbimg.com/ILrq8mlFqPJju4ZfRV6TOjzFAyM=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2016/11/15/estudante.jpg

O responsável pelas investigações que apuram a morte do moçambicano Geraldo Monteiro Silvério, 28 anos – cujo corpo foi encontrado no início da semana em um condomínio residencial na cidade de Mossoró, na região Oeste potiguar – disse ao G1 que o caso está elucidado. Segundo o delegado José Vieira, a causa da morte foi uma queda. O africano morava no térreo do condomínio Portal da Resistência, no bairro Presidente Costa e Silva.

“A pessoa embriagada não tem a ação de se defender ao cair. Ele bateu de cheio com a cabeça numa quina. E por conta do ‘efeito chicote’, teve fratura na cervical”, revelou o delegado. Ainda de acordo com Vieira, as informações são resultado do exame necroscópico feito no corpo do estrangeiro e que atestou a causa da morte do estrangeiro.

 "A investigação descobriu também que o moçambicano estava em casa bebendo com dois amigos e, por algum motivo ainda desconhecido, saiu e foi para um apartamento vizinho. Como não conseguiu entrar no apartamento vizinho, arrodeou. Foi neste momento que ele teve essa queda, até porque lá é um local muito escuro. Os amigos não sentiram a falta dele porque, no momento que o Geraldo saiu, os dois foram embora. Um deles foi levar o colega que já estava bastante embriagado em casa e não voltou mais”, acrescentou Vieira.

Ao G1, o Instituto Técnico de Perícia (Itep) também corroborou com as informações repassadas pelo delegado: “O laudo do médico legista não constatou perfurações no corpo. Todos os ferimentos visualizados são característicos de queda”, concluiu.

O corpo de Geraldo Monteiro Silvério foi liberado nesta quinta-feira (17) para sepultamento. Do Itep, em Natal, seguiu para Fortaleza, no Ceará, de onde será levado para Moçambique.

Do G1 RN