sábado, 8 de outubro de 2016

Após 32 dias, funcionários da Caixa encerram greve no RN

http://s2.glbimg.com/OC94FFnEOfiD6Hbp-p4UtLOw3iA=/620x465/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2016/10/07/20161007_103150.jpg

Funcionários da Caixa Econômica Federal do Rio Grande do Norte decidiram voltar ao trabalho na segunda-feira (10), após assembleia em Natal nesta sexta-feira (7). Eles estavam em greve há 32 dias. A informação foi confirmada ao G1 por nota enviada pela assessoria de imprensa do sindicato dos bancários. A decisão seguiu a de outras cidades do país.

O acordo tem validade de dois anos e prevê o abono total dos dias parados. "Os bancários da Caixa entenderam que era possível avançar na proposta e ainda conseguir avanços na pauta específica e mantiveram a greve no RN e em mais seis capitais do país", diz a nota emitida pelo sindicato.

Os funcionários da Caixa Econômica haviam votado na quinta-feira contrários a aceitação da proposta de Acordo Aditivo apresentada pela direção da Caixa. Segundo eles, a proposta foi recusada na ocasião por não contemplar uma das principais reivindicações dos empregados: a revogação integral e imediata da normativa RH 184, que retira direitos e extingue funções.

Nesta quinta-feira (6), reunidos em assembleias, trabalhadores dos bancos privados e Banco do Brasil aceitaram a proposta da Fenaban, e decidiram retomar o trabalho.

A proposta da Fenaban prevê reajuste de 8% mais abono de R$ 3,5 mil, reajuste de 15% no vale alimentação, 10% no vale refeição e no auxílio creche e licença paternidade de 20 dias. O acordo se estende ao próximo ano quando está previsto a categoria receber reajuste do INPC mais 1% de aumento real.

Do G1 RN